Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Contos por contar

Contos por contar

02
Ago22

Quando a saudade não cabe no peito ...

Cristina Aveiro

Quando o coração e o peito ficam apertadinhos de saudades viajo na memória de quando as minhas meninas eram todas minhas…

Não há longe nem distância disse alguém! Mas eu digo que quando os nossos amores estão longe e distantes há um peso no nosso peito que nos abafa e rouba por vezes a energia e a luz.

Talvez sinta saudades de tudo o que vivemos enquanto cresciam. Hoje pousei o olhar na Maria com o pequeno passarinho na mão e na Matilde de olhar tranquilo e doce. Só de contemplar estas imagens viajo ao momento vivido, parece que sinto os cheiros e o calor desses dias longos de Verão e sem querer sinto o meu sorriso a aparecer.

Talvez por ser Verão, por estar calor, por ter ido ao quintal encantado da avó ainda há bocadinho, talvez por tudo isso senti ainda mais a saudade dos abraços e beijos e de estarmos todos juntos.

Talvez por não conseguir guardar toda esta saudade em mim tive de a partilhar convosco!

 

 

13 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contos de Natal 2020

Desafios da Abelha

Eu Sou Membro

Desafio Caixa dos Lápis de Cor

desafio com moldura selo.png

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub